Indústria Imaginária | Produção de filmes e conteúdos para TV

A Indústria Imaginária foi fundada por Ricardo Nauenberg após 10 anos de atuação na TV Globo . Atua na produção de filmes e conteúdos para TV



Estreia em 29 de dezembro a série sobre o estúdio de gravação NAS NUVENS no canal ARTE 1, com LULU SANTOS, TONY BELLOTTO, PARALAMAS, FERNANDA ABREU, PAULA TOLLER E SÉRGIO MENDES... LIMINHA desvenda com cada um o que é ser uma fábrica de HITMAKERS.|Em REPRISE devido a alta AUDIENCIA, exibição no BIZ - MULTISHOW canal 120 OU 620 da NET, a série AUDIO RETRATO.... 6 doco-musics com de Gilberto Gil, Lenine, Fernanda Abreu, Dinho Outro Preto e o Capital Inicial, Evandro Mesquita e a BLITZ, e Gabriel o Pensador... em breve reprise da SEGUNDA TEMPORADA| O INVENTOR DE SONHOS com Stênio Garcia, Luis Carlos Vasconcelos, Ricardo Blat, Ícaro Silva, e Guilhermina Guinle em exibição no TELECINE TOUCH

TV

AUDIO RETRATO – criolo

Lado B

CRIOLO é fruto da periferia de São Paulo, area de dificil situação econômica onde as diferenças sociais são gigantes. Dificilmente um artista que nasce e sobrevive nesse em torno consegue aflorar para o mainstream do cenário cultural. CRIOLO conseguiu…  pelo seu talento desconcertante e uma dose de heróica persistência. É uma excessão em um ambiente onde ter qualidades não basta. LADO B é um depoimento sobre o que é ser artista em uma periferia onde tudo conspira contra, não só contra a arte mas contra toda uma geração que pela falta de oportunidade, acaba no crime e marginaliza seus próprios talentos.  LADO B nos explica a linguagem inversa que foi canalizada para sua música, cujo resultado é de uma sinceridade desconcertante.

AUDIO RETRATO é uma série  que nasceu a partir do documentário WHITE BLACK and BLUES com  BB KING, realizado em um formato difererenciado… não era só a música… foi um depoimento sobre um assunto que impactou a sua carreira, e mais que tudo, uma história de vida. No caso de BB KING, como músico de blues, viajando em turnê pela América por mais de sessenta anos, narrou a mudança nos direitos civis dos negros americanos na segunda metade do sec XX, onde a música teve um papel fundamental.  Como testemunha ocular de todos os acontecimentos, ele se credibiliza como um narrador consistente, misturando narrativa com performances musicais. Não é a carreira… é um ponto de vista… um AUDIO RETRATO.  A música é apenas uma moldura onde  a história, em forma de depoimento é que brilha… grandes acontecimentos narrados por quem os viveu.

Na primeira temporada participaram Gilberto Gil, Lenine, Fernanda Abreu,  Evandro Mesquita e a Blitz, Dinho Ouro Preto e o Capital Inicial e Gabriel o Pensador… seis documentários onde a verdade de cada um foi cantada através da musica. Na segunda temporada alinharam -se Roberto Frejat, Erasmo Carlos, Criolo, Fagner, Tico Santa Cruz com os Detonautas, Toni Garrido com a Cidade Negra, Diogo Nogueira, e o encontro inusitado de Leoni com George Israel, Guto Goffi e Arnaldo Brandão.

 

Galeria de Imagens