Indústria Imaginária | Produção de filmes e conteúdos para TV

A Indústria Imaginária foi fundada por Ricardo Nauenberg após 10 anos de atuação na TV Globo . Atua na produção de filmes e conteúdos para TV



Estreia em 29 de dezembro a série sobre o estúdio de gravação NAS NUVENS no canal ARTE 1, com LULU SANTOS, TONY BELLOTTO, PARALAMAS, FERNANDA ABREU, PAULA TOLLER E SÉRGIO MENDES... LIMINHA desvenda com cada um o que é ser uma fábrica de HITMAKERS.|Em REPRISE devido a alta AUDIENCIA, exibição no BIZ - MULTISHOW canal 120 OU 620 da NET, a série AUDIO RETRATO.... 6 doco-musics com de Gilberto Gil, Lenine, Fernanda Abreu, Dinho Outro Preto e o Capital Inicial, Evandro Mesquita e a BLITZ, e Gabriel o Pensador... em breve reprise da SEGUNDA TEMPORADA| O INVENTOR DE SONHOS com Stênio Garcia, Luis Carlos Vasconcelos, Ricardo Blat, Ícaro Silva, e Guilhermina Guinle em exibição no TELECINE TOUCH

Em Produção

AUDIO RETRATO – gabriel o pensador

Rap Social Clube

RAP SOCIAL CLUBE mostra as origens da música de  protesto de Gabriel o Pensador. Mais do que uma crítica bem humorada contra o sistema, a criação de suas letras são fundamentadas em uma sólida reflexão e um vasto trabalho social que o público desconhece. As músicas são um reflexo espelhado de seu relacionamento com comunidades marginalizadas (a favela da Rocinha por exemplo), ou trabalhos literários infantis, que acabam por gerar conteúdo para sua crítica, seja nos guetos ou no congresso em Brasília. Dois pesos, mas uma só medida… imparcial e sem perdão …

A série do AUDIORETRATO  entrega a palavra para o artista desenvolver um tema sobre o qual que nunca se pronunciou a respeito. É um programa sobre a “pessoa física”, não a jurídica, dando ao espectador a oportunidade de entrar na intimidade e real personalidade de cada um. É como uma conversa de bar onde o espectador participa na segunda fileira, por trás da silhueta de algum outro participante.

E uma série que nasceu a partir do documentário WHITE BLACK and BLUES com BB KING, realizado em um formato diferenciado… não era só a música… foi um depoimento sobre um assunto que impactou a sua carreira, e mais que tudo, uma história de vida. No caso de BB KING, como músico de blues, viajando em turnê pela América por mais de sessenta anos, narrou a mudança nos direitos civis dos negros americanos na segunda metade do sec XX, onde a música teve um papel fundamental. Como testemunha ocular de todos os acontecimentos, ele se credibiliza como um narrador consistente, misturando narrativa com performances musicais. Não é a carreira… é um ponto de vista… um AUDIO RETRATO. A música é apenas uma moldura onde a história, em forma de depoimento é que brilha… grandes acontecimentos narrados por quem os viveu.

Galeria de Imagens